Os olhos verdes e o foco do leitor

setembro 17, 2010 · Posted in Artes, Mundo 

por Beto Lyra

Em meados dos anos 80, fiquei fascinado por uma capa da revista National Geographic. Tinha a foto de uma menina lindíssima com duas luas cheias verdes nos olhos e em trajes da região do oriente médio. Nunca mais esqueci sua expressão e volta e meia me lembrava daqueles olhos e rosto de beleza simples.

Dezessete anos mais tarde, logo depois da invasão norte-americana ao Afeganistão, após o atentado de 11 de setembro, a mesma revista publicava matéria sobre o novo alvo militar dos americanos. Em algum ponto do texto, informava que aquela menina de olhos verdes estava viva, para alegria de legião de leitores enfeitiçados por aquela capa de anos atrás. Ufa, eu não estava só!

Localizada, e fotografada, a então mulher afegã lembrava sua antiga beleza, mas mantinha intacto o olhar, agora triste porém ainda cativante. Os olhos dizem tudo, não é?

Mas por que esta história hoje? Porque exatamente hoje o site da CNN traz matéria sobre o fotógrafo Steve McCurry, felizardo e premiado ao clicar a imagem mágica da menina em 1985, que conta como fez a foto. Estava no campo de refugiados afegãos, na fronteira com Paquistão, pouco antes da ofensiva dos soviéticos na guerra (perdida pelo império) no Afeganistão em 1985.

Bem, e o que isso tem a ver com o nosso Fio Do Bigode?

Tudo! O FDB ficou fora do ar, aparentemente esquecido. Aparentemente, apenas! Pois não é que ao longo destas quase quatro semanas em que nosso antigo hospedeiro, o IG, perdeu arquivos de centenas de blogs, suspendeu serviços, esbanjou lentidão e desrespeito, e por fim matou seu ótimo produto “Blig”, recebemos dezenas de manifestações de leitores do Fio Do Bigode, saudosos, inconformados com a ausência e ávidos por posts novos deste elenco de 10 bloguistas, que fazem a festa e a força deste blog. Enfim, permaneceram de olho no FDB.

Eu mesmo fiquei à procura de uns novos olhos verdes que me fizessem novamente sonhar em rever todos os fiéis (e loucos) leitores do Fio Do Bigode.

E então voltamos. Espero que os leitores tenham foco e olhos generosos para a nova casa. Não é para ser mais feia ou mais bonita que a anterior. É apenas para ser a nossa nova casa.

Sejam todos bem-vindos!

Comments

28 Responses to “Os olhos verdes e o foco do leitor”

  1. paulo whitaker on setembro 17th, 2010 22:04

    Como leitor louco do Fio do Bigode aqui vai: o blog estava mesmo mais parado que a perna do Roberto Carlos quando acaba a pilha. Parabens e sucesso na casa nova.

  2. Pedro Falabella Tavares de Lima on setembro 18th, 2010 00:17

    Beto,

    Senti, de fato, falta de nosso fio do bigode.

    No período em que ficou fora do ar, faleceu meu primeiro e inesquecível “chefe”, Dr. Geraldo de Camargo Vidigal, pai de “nosso” Geraldo Vidigal. Senti falta do fio do bigode, inclusive, para prestar ao saudoso professor da USP estas homenagens (como Geraldo filho fez, quando se foi o xará Geraldo Anhaia).

    Geraldo, o pai, foi homem de generozidade ímpar. Generoso, por exemplo, comigo, porque pacientemente corrigiu meus textos. Costumo dizer que devo minha redação a minha querida Dona Lae e ao meu querido Dr. Geraldo.

    Dr. Geraldo soube acolher minha militância de esquerda, dentro da Associação de Bancos, sendo ele um homem que não compartilhava desses ideais comigo, sendo ele o Superintendente daquela instituição que dava, formalmente, apoio ao regime militar. Haja grandeza democrática.

    Geraldo de Camargo Vidigal, para sempre em meu coração.

    Pedro Falabella Tavares de Lima.

  3. Beto Lyra on setembro 18th, 2010 15:40

    Paulão,
    É duro depender dos outros. Agora, vamos apostar na Uol. Obrigado pela prestigioso apoio.

  4. Beto Lyra on setembro 18th, 2010 15:44

    Pedro,
    Estive no enterro e presenciei testemunhos de amigos dele acerca da sua vida e trajetória. Foi, de fato, bonito e comovente.
    Para os amigos, TUDO!

  5. Pedro Carlos Sampaio Garcia on setembro 18th, 2010 19:16

    Ôba, estamos de volta. Já estou aquecendo os dedos.
    Quanto ao Dr. Geraldo, fiquei sabendo de sua partida depois da missa. Todos abraços do mundo para o Geraldo e para a família Vidigal.

  6. tanya volpe spindel on setembro 19th, 2010 11:52

    Oi Beto,
    Parabéns pela nova casa!
    Como sobrevivente do blig sei como é gostoso andar por novos caminhos.
    Sem dúvida o FDB faz falta!
    beijo
    Tanya

  7. Ricardo Belotti on setembro 19th, 2010 18:32

    Nem vc nem eu… Me lembro ou lembro-me perfeitamente do dia que recebi a minha revista NatGeo com esta capa. Guardei a revista mas não a tenho mais pois fizemos mural onde esta foto era “central”

  8. Beto Lyra on setembro 19th, 2010 18:36

    Pedrão, vá aquecendo, mas não deixe ferver.

  9. Beto Lyra on setembro 19th, 2010 18:37

    É isso aí Tanya. Vamos inquietar muita gente ainda.
    Beijo.

  10. Beto Lyra on setembro 19th, 2010 18:38

    Ricardo, cadê esse mural. Vamos desenterrar isso e botar aqui.
    Abraço.

  11. Gil on setembro 19th, 2010 23:56

    Geraldo, grande abraço!

    Beto, desde o Guaíba, parabéns pelo FDB, o retorno!
    Gil

    E bem legal que seja através desta história da National…

  12. lelia on setembro 20th, 2010 12:28

    Fio do Bigode renovado! De babador! (o gancho tortuoso para a reestreia não disfarçou o verdadeiro objetivo: babar pela afegã…)

  13. Beto Lyra on setembro 20th, 2010 15:22

    Gil,

    Vc é que deve ter histórias assim pra contar. Vamos lá, meu!
    Boa sorte nessas novas paragens.

  14. Beto Lyra on setembro 20th, 2010 15:24

    Lélia,
    Não é o que vc está pensando.
    Eu posso explicar tudo.
    Calma, não tome decisões precipitadas.

  15. modesto on setembro 20th, 2010 18:00

    Parabéns pelo retorno, não faço comentários sempre (nem sei se já fiz algum), mas leio tudo com mto interesse,

    bjão

    Modesto

  16. Fabio Mortara on setembro 20th, 2010 20:52

    Beto, Caio, Pedrão, também tava sentindo falta do FDB.

    Beto, que bom que você usou a foto original instigante e até provocante, certo Lélia?

    Que bom que não usaste a foto mais recente, que a National Geographic publicou, com a mesma mulher afegã muito mais sofrida, acabada…

    Espero que o FDB volte como na primeira foto, jovem(de espírito), instigante, intrigante, provocante.

  17. Beto Lyra on setembro 20th, 2010 20:54

    Modesto,
    Já fez sim, alguns.
    Participe como quiser.

  18. Beto Lyra on setembro 20th, 2010 20:55

    Fabio,
    A juventude está nos olhos de quem vê.
    Esta é a provocação.

  19. Roberto Pistelli on setembro 20th, 2010 21:23

    Até que enfim o PROVEDOR PEIXE foi trocado, agora até às eleição eu vou ficar mais focado no blog político que estou seguindo,depois volto a postar minhas mensagens.
    A matéria foi boa e o bloguista um anticomunista como sou também.

  20. Lourdes on setembro 20th, 2010 22:50

    Nosso grupo de velhas estava sentindo falta das novas idéias que surgem no Fio do Bigode, ou mais moderninho, no FDB.

  21. Beto Lyra on setembro 21st, 2010 09:15

    Roberto,
    Não se canse muito na política. Poupe-se um pouco.

    Um dia vc poderá esclarecer como pode saber se sou ou não anticomunista.

  22. Beto Lyra on setembro 21st, 2010 09:18

    Lourdes,

    Só consigo pensar que quando vc e Clovis escreveram no FDB algumas “velhas” ideias fez o maior (e justo) sucesso.

    Manda um pouco de velha ideia pra cá, que faz bem misturar com as novidades.

  23. Veroka Hirota on setembro 21st, 2010 09:20

    Fico contente de voce voltar, senti sua falta no ultimo encontro da turma!
    Bem-vindo!
    Beijinhos.

  24. Geraldo Facó Vidigal on setembro 27th, 2010 15:20

    É muito bom ter de volta o Fio do Bigode.
    É melhor ainda voltar ao Fio do Bigode, sob o sofrido olhar magnético-metálico dessa linda asiática de tez acobreada.

    Fazendo fronteira com Irã (O); Turquemenistão (NO); Uzbequistão (N); Tajiquistão (N); China (NE) e Paquistão (SE) e sem saída para o mar, o Afeganistão nunca teve saídas:
    - País central entre 3 continentes, sempre foi passagem entre eles, e por isso viveu um passado em constantes guerras;
    - País paupérrimo, mas geo-estratégicamente situado entre Potências expressivas, atrai hoje a cobiça para instalação de bases militares que permitam controlar – de perto – a todas elas;

    Pobre País, pobre gente.

    Agradeço – profundamente – aos amigos que manifestaram aqui seu apreço por meu querido pai.

  25. Dick on setembro 27th, 2010 17:08

    Nossa Beto!
    Sorry pela demora em conhecer e comentar o novo FDB !!!
    Congrats!
    Quanto aos olhos verdes daquela capa, pode me incluir na lista dos hipnotizados.
    Grande abraço.

  26. Beto Lyra on setembro 27th, 2010 20:08

    Verinha, irei no próximo encontro. Obrigado pela visita.

  27. Beto Lyra on setembro 27th, 2010 20:13

    É isso aí Geraldo. O Afeganistão está encalacrado: se ficar, o bicho come; se correr, o bicho pega.

    É mais um dos países, de relação extensa, que as potências ocidentais interferem, desestabilizam e depois largam à própria sorte.

    No presente caso, os EUA invadiram, trocaram o governo, largaram para brincar no Iraque e, dado o fiasco neste último e também no próprio Afeganistão, voltaram para tentar consertar a bobagem.

    O resultado é o que vc aponta: pobre país, pobre gente!

  28. Beto Lyra on setembro 27th, 2010 20:14

    Dick, bem-vindo ao grupo dos hipnotizados.

Leave a Reply